Silicone mocinho ou vilão (créditos Canva)
Silicone mocinho ou vilão (créditos Canva)

Silicone: mocinho ou vilão?

O uso do silicone é polêmico no mundo dos cabelos. No nosso artigo trazemos quais os benefícios e malefícios do seu uso.
2 Compartilhamentos
2
0
0
0
0
0

Os silicones são muito comuns nos shampoos, condicionadores, máscaras e finalizadores. Mas, afinal, eles são bons ou ruins para a saúde dos cabelos?

Os silicones são polímeros sintéticos que formam um filme sobre os fios, diminuindo o frizz, conferindo maciez e brilho. É aquele efeito imediato que faz a gente pensar que o produto é maravilhoso.

No entanto, com o passar do tempo, achamos que o cabelo se “acostumou” e, frustradas, vamos em busca de outro produto “milagroso”.

Quais os efeitos do uso de silicone nos nossos cabelos?

Silicone mocinho ou vilão (créditos Canva)

O silicone forma uma película no fio, oferecendo proteção contra o calor do secador, chapinha, babyliss e outros agentes externos. Além disso, ele também serve como finalizador, reparando pontas, combatendo o ressecamento, minimizando o frizz e proporcionando brilho para os cabelos.

Apesar dos vários benefícios, se produtos com silicone forem usados frequentemente, podem acabar deixando os fios pesados e opacos, além de impedir a entrada de nutrientes.

Se usamos silicone em todas as etapas da rotina de cuidados capilares (pré-shampoo, shampoo, máscara, condicionador e finalizadores), acaba havendo um acúmulo, mesmo que a limpeza seja realizada com shampoos sulfatados.

É importante ressaltar que o silicone não tem propriedades para tratar o cabelo. O que ele faz é maquiar o fio, deixando a sua aparência mais bonita, porém sem trazer benefícios a médio e longo prazo.

Além disso, você precisa saber que existem dois tipos de silicones: o solúvel e o insolúvel. O silicone solúvel não é prejudicial e pode ser retirado facilmente do fio com água, diferentemente do insolúvel que necessita do shampoo. Os silicones solúveis são, inclusive, liberados na técnica Low Poo.

Posso usar produtos com silicone?

Em alguns momentos o uso do silicone pode trazer mais benefícios para os seus cabelos, como antes de usar alguma fonte de calor para proteger, ou após para dar brilho. Depois da lavagem para ajudar a desembaraçar os fios também é uma boa pedida.

Mas como tudo em excesso faz mal, nós indicamos que você use com cautela para não correr o risco de sobrecarregar os seus fios. Portanto, na prática, a quantidade do produto deve ser equivalente a, em média, uma moeda de 50 centavos, podendo variar de acordo com o tamanho e quantidade do seu cabelo. E não se esqueça de dar preferência aos silicones solúveis em água.

Como identificar silicones na composição

Silicone mocinho ou vilão (créditos Canva)

Antes de mais nada, para identificar o silicone na composição, você deve saber que geralmente eles são denominados com o sufixo -col, -cone -conol e -xane.

Silicones insolúveis (geram acúmulo e precisam de shampoo): Cetearyl Methicone, Cetyl Dimethicone, Dimethicone, Dimethiconol, Stearyl Dimethicone.

Silicones não tão insolúveis (geram menos acúmulo, mas ainda precisam de shampoo): Amodimethicone, Cyclomethicone, Cyclopentasiloxane, Trimethylsilylamodimethicone.

Silicones solúveis (baixo risco de gerar acúmulo e saem com água): Behenoxy Dimethicone, Stearoxy Dimethicone, Dimethicone Copolyol, Hydrolyzed Wheat Protein Hydroxypropyl Polysiloxane, Lauryl methicone copolyol.

#HairMe indica:

Veja o seu tipo de couro cabeludo e fio com o quiz #MyHairMe e descubra sua categoria capilar. A curadoria de produtos #HairMe indica produtos com ou sem silicone adequados para você! Faça suas escolhas e entenda como seu cabelo reage.

Leia os reviews dos nossos artigos e entenda como funciona o seu cabelo, o que é necessário para viver sua beleza natural e tornar a rotina de cuidados capilares algo simples, porque lindo mesmo é conhecer bem o seu cabelo e nós estamos aqui para te ajudar nesta incrível jornada!

GIF (créditos Capricho)
2 Compartilhamentos