Corte químico: o que fazer?
Corte químico é um medo real de qualquer pessoa. Não existe segredo para manter os cabelos saudáveis, mas sim uma rotina certa. (créditos iStok)

Corte químico: o que fazer?

Você sabia que descolorir e pintar os fios, alisamentos, calor em excesso..tudo isso pode estimular o corte químico? E agora? O que fazer?
2 Compartilhamentos
2
0
0
0
0
0

Se você já passou por um corte químico, então, você conhece o desespero que é ver seu cabelo se desintegrar!

Corte químico é o rompimento das estruturas da haste capilar causado por excesso ou combinação de procedimentos que danificam de forma definitiva o cabelo.

O córtex do fio é responsável pelas propriedades mecânicas da fibra capilar e corresponde de 70% a 90% do total da haste. Os principais componentes dela são as queratinas formadas por aminoácidos ligados fortemente entre si. Essas ligações, chamadas pontes dissulfetos, que mantém a resistência dos cabelos.

O que pode causar o corte químico?

Corte químico: o que fazer?
A busca por um profissional de confiança e qualificado é fundamental para que o corte químico não aconteça. (créditos iStok)

Para romper a resistência dessa estrutura complexa e perfeita de ligações entre os aminoácidos é preciso muita agressão. Ou seja, descolorir e pintar os fios, alisamentos, usar chapinha, secador, babyliss… Tudo aquilo que adoramos fazer junto e misturado!

A maior causa de corte químico é a combinação da descoloração com alisamento. Mas apenas uma sessão de luzes pode ser letal para os seus fios.

O rompimento das estruturas pode acontecer imediatamente ou até meses depois das agressões.

Malu Bombonati e o corte químico

A influenciadora digital Malu Bombonati passou recentemente por um caso de corte químico e contou para a #hairme a sensação de como foi vivenciar uma situação tão delicada com o seu cabelo.

Malu Bobonati após o corte químico(imagens enviadas pela influenciadora)
Malu Bobonati após o corte químico. O cabelo dela ficou mais curto e ela precisou voltar para a sua cor natural, dando um tempo na química. (imagens enviadas pela influenciadora)
Passar por um corte químico não é fácil para ninguém. A sensação é de que o cabelo está se desintegrando e, com ele, sua identidade e autoconfiança. Como qualquer outra mulher, fiquei desesperada e saí a procura de um milagre que fosse capaz de salvar o resto de cabelo que tinha sobrado. Passei uma infinidade de produtos, ia ao cabeleireiro pelo menos uma vez por semana e nada resolvia. Até que me rendi a tão temida tesoura, removi toda a química. Comecei a procurar produtos que realmente me ajudariam nesse processo, o que foi ainda mais difícil já que na época não existia um site confiável que me guiasse e mostrasse as opções corretas de tratamento. Eu passei por esse pesadelo e por isso digo: cuidem dos seus cabelos e procurem sempre conhecê-los para não passarem por isso. Aproveitem as dicas da HairMe, façam o quiz e bom tratamento! E lembrem-se: produtos caros nem sempre são a solução.

Como evitar o corte químico?

Corte químico: o que fazer?
A rotina de cuidados com os cabelos é muito importante para cuidar dos fios pós química. Quando mais você danifica o cabelo, mais ele precisará de cuidados. (créditos na foto)

A hairme acredita que não é preciso privar as pessoas de experimentar todo o potencial do seu cabelo desde que ele esteja bonito e saudável. Contudo, para casos extremos como o corte químico, é preciso dar um intervalo entre as químicas e intensificar o cuidado com os fios.

Faça hidratação pré-lavagem alternando com o uso de máscaras, faça o teste das mechas antes de descolorir todo o cabelo, evite calor em excesso e escolha um bom profissional para cuidar de você.

Dica #hairme: Alisar e descolorir ao mesmo tempo não é uma boa opção! São procedimentos muito agressivos para serem feitos juntos. Faça um de cada vez e em períodos espaçados. 

Se você ainda não fez o nosso quiz, sugerimos que faça para descobrir a rotina capilar #byhairme ideal para o seu cabelo e os produtos indicados para sua categoria de fio! Assim você vai manter sempre o cabelo bem cuidado e saudável. Mas não esqueça de sempre refazer o quiz quando fizer qualquer novo procedimento.

Sofri um corte químico, e agora?

Corte químico: o que fazer?
Créditos: Giphy

Como reconhecer um corte químico?

Os fios ficam porosos, ásperos, sem brilho e elásticos. Mas você pode fazer o TUG teste para confirmar – coloque uma pequena mecha de fios entre os dedos e faça uma tração, se quebrar, seus cabelos apresentam chances de sofrer um corte químico.

E agora?

O ideal é cortar o cabelo para diminuir os danos, intensificar os cuidados com os fios seguindo a rotina de cuidados capilar #byhairme, aguardar seu cabelo recuperar a vitalidade antes de fazer alguma química. Se possível, evite calor em excesso também.

Esse processo exige paciência, mas tudo vai voltar ao normal e a hairme está aqui para te ajudar a criar uma relação mais saudável entre você e seu cabelo!

Porque lindo mesmo é conhecer bem o seu cabelo.

Gostou do nosso conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe com as amigas.

Corte químico: o que fazer?
Créditos: Giphy
2 Compartilhamentos
2 comentários
  1. Wow, I really liked what I saw here 🙂 I would like to know
    what is the best hydration for dry and lifeless hair 🙁 my is
    very complicated kkk

    1. Hi Bélit, did you try our quiz? If you do it, you can find the best products for your type of hair.

Comentários estão fechados.